Bonjour, Paris # Dia 6/6

E como tudo o que tem um inicio, também tem um fim. Estava-nos a saber tão bem estes dias.

Hora de fazer as malas e regressar a casa. Mas, calma, tínhamos o dia todo para visitar mais uns cantos da cidade.

Deixámos as malas no hotel e fomos directos à Ópera.

DSCF6185 (2).JPG

A Ópera Garnier foi inaugurada a 1875, construída ao estilo Neobarroco e projectada por Charles Garnier.

A entrada para estudantes é 7€ e para estudantes de Arquitectura de borla (Mas que sorte para a Sofia …).

DSCF6189 (2).JPG

DSCF6197 (2).JPG

DSCF6218 (2).JPG

DSCF6222 (2).JPG

63.JPG

Por curiosidade: o candelabro central do salão principal (este da imagem), pesa mais de seis toneladas e esta segunda pintura do tecto foi feita em 1964 por Marc Chagall.

DSCF6262 (2).JPG

DSCF6270 (2).JPGDSCF6226 (2).JPG

Vale muito a pena a visita, sem dúvida que foi dos pontos altos da viagem. Não tinha muitos turistas, pelo que visitámos sem pressas, calmamente. E as imagens, apesar de fraca qualidade, falam por si. Os dourados são intensos e na sala de espectáculos, visto apenas de um camarote, sentimo-nos noutra época.

Seguimos caminho, a pé, claro. E foi por estes sítios que terminámos a viagem, com o gostinho de ‘quero mais’.

DSCF6291 (2).JPGGaleries du Palais Royal

dscf6300-2

dscf6301-2

dscf6306-2

Optámos por não entrar no Musée du Louvre. Opção óbvia porque: não queríamos perder muito tempo num museu, esperar horas em filas e depois ver apenas turistas e não Arte. Mas tivemos que tirar as fotos cliché, óbvio.

64

DSCF6312 (2).JPGdscf6340-2

dscf6359-2

DSCF6355 (2).JPGPont des Arts

DSCF6368 (2).JPG

DSCF6371 (2).JPGMusée d’Orsay

E terminámos por aqui a viagem.

Seguimos depois de almoço, por volta das 16h, para o Aeroporto CGD, de RER B. O custo de cada bilhete foi de 9,75€.

Conclusões da viagem: os franceses não se desviam das pessoas na rua; afinal falam bem inglês; a comida é paga a preço de ouro; andámos mais de 60km a pé (não estamos a inventar); o metro é super rápido e fácil (mesmo com mil e uma linhas e mil e uma trocas); o Mc Donald’s custa o dobro e os pacotes de ketchup são o dobro do tamanho; lavas as mãos com água quente nas casas de banho públicas; em Versalhes é só chineses; a Disney não é só para crianças e as montanhas-russas não são para pussy’s; os jovens não pagam nos principais monumentos; o frio não é psicológico (gorros e cachecóis sempre bem vindos) e é realmente a cidade do amor !

Até à próxima viagem.

Sofia e Sérgio

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s